Reuters (© © 2008 Thomson Reuters. All rights reserved. Reuters content is the intellectual property of Thomson Reuters or its third party content providers. Any copying, republication or redistribution of Reuters content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Thomson Reuters. Thomson Reuters shall not be liable for any errors or delays in content, or for any actions taken in reliance thereon. "Reuters" and the Reuters Logo are trademarks of Thomson Reuters and its affiliated companies. For additional information on other Reuters media services please visit http://about.reuters.com/media/.)
Atualizado: 04/04/2014 14:04 | Por Reuters, Reuters

Ebola já matou mais de 90 no oeste da África; Mali tem casos suspeitos



BAMACO, 4 Abr (Reuters) - Autoridades do Mali disseram ter identificado os primeiros possíveis casos de ebola em seu território desde o início de um surto que já matou mais de 90 pessoas na vizinha Guiné e na Libéria, gerando temores de que a doença pode estar se espalhando pelo oeste da África.

A entidade Médicos Sem Fronteiras (MSF) alerta para o risco de uma epidemia sem precedentes na região, onde há carência de serviços sanitários.

Mineradoras estrangeiras paralisaram suas operações e retiraram parte dos seus funcionários da Guiné. Autoridades sanitárias francesas colocaram médicos e hospitais em alerta para detectar possíveis casos entre pessoas que viajam às ex-colônias.

No Mali, três pessoas foram postas em quarentena e tiveram amostras enviadas para exames nos EUA, disse a TV estatal na noite de quinta-feira. Os pacientes sob suspeita já estão se recuperando, e uma equipe de intervenção rápida acompanha a evolução da situação no terreno, segundo a nota das autoridades.

O surto de ebola começou há dois meses na Guiné e já se espalhou para as vizinhas Serra Leoa e Libéria. Gâmbia colocou duas pessoas em quarentena, mas depois anunciou resultados negativos nos exames.

O ministério de Saúde da Guiné disse que mais duas supostas vítimas do vírus morreram, elevando a 86 o total de vítimas no país. A Libéria também relatou mais três mortes entre 14 casos suspeitos, elevando a 7 o total de mortos.

O ebola foi detectado pela primeira vez em 1976 no Zaire (atual República Democrática do Congo), e desde então já matou cerca de 1.500 pessoas. Seu índice de fatalidade é de até 90 por cento, com sintomas que incluem vômitos, diarreia e hemorragias externas.

(Por Adama Diarra e Saliou Samb; Reportagem adicional de Alphonso Toweh, em Monróvia)

bichos

Confira os animais que foram notícia em agosto(©AP Photo Oklahoma City Zoo, Dr. Jennifer D’Agostino)
Filhotes de gorila e panda foram destaque do mês

vídeo

veja mais vídeos »

MSN Brasil no Facebook

para cimapara baixo

msn fotos

Ataques de tubarões amedrontam (©Corbis)
Ataques de tubarões amedrontam

você viu?

  • Confronto em SP(©Estadão Conteúdo)

    Centro foi palco de luta entre sem-teto e PM em reintegração; famílias reivindicam caminhões

  • Patrícia Poeta deixa JN(©Divulgação/TV Globo)

    Renata Vasconcellos vai assumir a bancada dia 3 de novembro; relembre outros apresentadores

  • Futebol(©AP)

    No 'Fifa 15', Neymar é somente o 30º melhor jogador do mundo; veja a lista com todos aqui

  • Cães(©Shutterstock)

    Animais têm um jeitinho de falar o que sentem; entenda significado dos gestos do seu cãozinho

  • Filhotes(©Abacapress)

    Zoológico na França cria concurso para batizar pandas-vermelhos; veja as opções de nomes